• Rafael Oliveira

O que é ataxia?



Principalmente no meio médico, estamos muito acostumados a ouvir o termo “ataxia”. O mais interessante é que muitos profissionais desconhecem o que realmente essa palavra significa. Desse modo, considero de extrema relevância analisar sua origem e qual sua tradução clinica. Isso facilitará, inclusive para leigos, reconhecer com brevidade certas mazelas neuronais.

O termo “ataxia” vem do grego “sem ordem” e indica desequilíbrio e incoordenação. Portanto, é uma circunstância onde a estrutura nervosa responsável por tais funções encontra-se avariada. Fisiologicamente, o cerebelo (porção posterior do cérebro que repousa, mais ou menos, na região da nuca) tem por atividade desenvolver a marcha, operar movimentos coordenados e manter o equilíbrio. Assim, qualquer distúrbio no órgão propriamente dito ou em suas conexões gerará um quadro de “ataxia”. Sua aparência relembra uma borboleta. A parte média, chamada de vermis, promove a estabilidade postural e o caminhar. Caso esteja avariada ocorrerá desequilíbrio e déficit de marcha. A clinica relembra um individuo bêbado. Pernas bem abertas, o corpo caindo para ambos os lados e a famosa vertigem. Já os hemisférios cerebelares se responsabilizam pela coordenação. Se agredidos, os movimentos não são adequados e pode se observar tremores e dificuldade de fala (disartria).


O exame físico é pilar determinante para definir uma agressão cerebelar e localizar onde essa sucedeu-se no órgão. Os sinais mais frequentes são:

  • Marcha com base larga ou atáxica

  • Disdiadococinesia (movimentos rápidos e alternados prejudicados. Teste da supinação-pronoção).

  • Dismetria (erro para estimar distância com movimentos corporais. Prova index-nariz)

  • Passar do ponto (término do movimento longe do alvo)

  • Hipotonia (redução do tônus muscular)

  • Disartria (pronuncia pouco claro o que relembra o falar de um bêbado com a fala empastada)

  • Fala escandida (pausa longa entre as palavras)

  • Tremor cinético (ocorre durante a movimentação voluntária e piora quando se aproxima do alvo)

  • Tremor postural (persiste depois que o alvo é atingido e é desencadeado quando se pede para esticar o braços suspensos)

  • Nistagmo (olhar não fixo com movimentos sacádicos dos olhos, podendo ser para baixo/cima ou horizontal)

Portanto, refere-se a uma condição com sinais clínicos peculiares e de fácil reconhecimento. Talvez, o mais difícil seja definir, indubitavelmente, a origem etiológica do quadro. Afinal, diversas condições podem interferir no funcionamento do cerebelo e suas conexões. Entre as mais comuns destaque para:

  • Hereditárias (Ataxias espino cerebelares -SCA, leucodistrofias e distúrbios mitocondriais)

  • Vasculares (hemorragias e isquemias cerebelares)

  • Toxinas (álcool e metais como chumbo, tálio e mercúrio)

  • Medicamentos (fenitoína, carbamazepina, amiodarona, cisplatina e metotrexato)

  • Neoplásicas (tumores)

  • Infecciosas (abscessos, encefalite por HIV)

  • Auto-imune (esclerose múltipla, ataxia por glúten)

  • Metabólica (hipotireoidismo, hipoglicemia, deficiência de vitamina B12 e E)

Os exames radiológicos podem orientar o diagnóstico etiológico. Geralmente, a atrofia cerebelar vista na ressonância de encéfalo (RNM) encontra vinculo com condições hereditárias. Assim, nesse contexto, é importante prosseguir com avaliação genética. É de praxe solicitar a análise do número de repetições do CAG dos genes ATXN1 (SCA1), ATXN2 (SCA2), ATXN3 (SCA3 ou Doença de Machado Joseph – mais comum) e CACNA1A (SCA 6). A mesma RNM pode identificar acidentes vasculares cerebrais hemorrágicos e isquêmicos, sendo, assim, um exame importante de ser feito. Análise laboratorial completa engloba outras causas.

A ataxia é muito comum no cotidiano médico. Seu reconhecimento precoce, inclusive de sua nomenclatura, pode revelar com maior brevidade vários diagnósticos e, quiçá, interferir positivamente no prognóstico.


152 visualizações
Dr Rafael Oliveira
2020 - Todos os direitos reservados
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

UA-77380970-1