Características

A cefaléia em salvas, também conhecida cluster, refere-se a uma dor de cabeça primária caracterizada por dor unilateral que dura de 15 a 180 minutos podendo estar associada a hiperemia conjuntiva ou lacrimejamento, congestão nasal, miose ou ptose e edema palpebral. Refere-se ao tipo mais doloroso de cefaléia primária, onde os pacientes ficam inquietos e procuram por lugares frios. As crises manifestam-se por paroxismos, incluindo cefaléia diária durante semanas com períodos de remissão.

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico da cefaléia em salvas é basicamente clinico. Tomografia por emissão de pósitrons pode mostrar ativação posterior do hipotálamo durante as crises. O tratamento sintomático na ocorrência da dor envolve a inalação de oxigênio (8-12 litros/minuto até a resolução) ou sumatriptano injetável 6mg (no máximo duas doses diárias). Para a terapia profilática, o verapamil (240-960mg/dia) é útil, sendo que sua associação com topiramato, litio ou valproato de sódio pode potencializar o efeito analgésico.

Rafael Oliveira - Médico Neurocirurgião e Cirurgia de Coluna Vertebral
Porto Alegre - RS

CEFALÉIA EM SALVAS

Dr Rafael Oliveira
2019 - Todos os direitos reservados
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

UA-77380970-1