EXAME CLÍNICO NEUROLÓGICO

Características

     O exame clínico neurológico é, sem dúvidas, uma das facetas mais fantásticas e misteriosas da medicina. Já foi o pilar diagnóstico em tempos não muito remotos e acabou por ser deixado de lado com o avanço tecnológico dos exames de imagem. Entretanto, todo o especilista que realmente compreende a arte neurológica, sabe realizar uma análise clínica de maneira adequada e intrepretá-la. Existem diversas maneiras de executar tal exame. Por facilidade didática, acho aconselhado seguir um padrão coerente, o que dificulta esquecer algum momento. Desse modo, costumo dividí-lo em sete partes : 

Análise da Marcha

Análise de Pares Cranianos

Análise do Sistema Motor

Análise do Sistema Sensitivo

Análise da Função Cerebelar

Análise de Reflexos

Verificação de sinais de irritação meningo-radicular

     Não esqueça que, em situações traumáticas ou quando existir alteração do nível de consciência, o exame neurológico padrão, por ser totalmente dependente da colaboração do examinado, é substituído pela Escala de Coma de Glasgow.

Outra faceta de suma relevância na análise neurológica é o diagnóstico topográfico. Pela clinica do paciente podemos direcionar a área cerebral afetada inclusive definindo se há comprometimento do hemisfério cerebral dominante.

Rafael Oliveira - Médico Neurocirurgião e Cirurgia de Coluna

Porto Alegre - RS

Dr Rafael Oliveira
2019 - Todos os direitos reservados
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

UA-77380970-1